Estevão de Oliveira Fernandes

Em 1910 disputou-se a Rampa da Pimenteira, prova que viria a ser ganha pelo conceituado "sportsman" Estevão de Oliveira Fernandes, ao volante de um automóvel de corrida marca Richard-Brasier. Um dos seus companheiros nesta aventura seria Charles Bleck, pai do famoso aviador Carlos Bleck, o qual seria o destinatário da curiosa dedicatória escrita no canto inferior direito da fotografia:
"Não te arrependas de ter vindo a Évora. Teu amigo Estevão Fernandes"

Leiam-se agora estes excertos de um texto publicado no jornal Os Sports Illustrados de Junho de 1910:
«Fala Estêvão Fernandes. Doente, venceu e bem. Os Braziers vitoriosos. Um redactor de Os Sports illustrados entrevista o herói da corrida de rampa» "É que o valoroso automobilista, o conhecido Estêvão Fernandes, de Évora, recordman, touriste dos mais ilustres, tenha sofrido há poucos dias um desastre, que quase o deixou num feixe, foi para a corrida com os braços ainda ligados, as costelas, parece-nos que metidas entre talas. (…) Há oito anos que faço automobilismo e julgo poder dizer, sem receio, que sou, talvez, o automobilista português que maior número de quilómetros tenha percorrido. (…) Para prova da sua resistência, basta dizer que o ano passado subi a meia encosta da serra da Arrábida, pelo lado de Azeitão, por onde quase só caminham as cabras."
In «Os Sports Illustrados», Ano I – N.º 6 de 16 de Julho de 1910, p.3.

Bibliografia - Centro de Documentação do Automóvel Clube de Portugal


 Os automóveis Richard-Brasier eram tudo menos desconhecidos no início do século XX, tendo um deles sido vencedor da edição de 1904 da prestigiada Gordon Bennett Race, pelas mãos de Léon Théry.

1 comentário:

  1. Excelente documento .
    E bom aprender , obrigado J Guedes.

    Luis

    ResponderEliminar